Ir para o conteúdo Acessibilidade

Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.
Consulte a Política de Privacidade para obter mais informações.

Diálogos e Re(Conexões): 40 Anos do Ano Internacional da Pessoa com Deficiência – AIPD

Publicado em 13/12/2021

Para finalizar a nossa segunda temporada da série Diálogos e (Re)Conexões, o Museu da Inclusão, unidade museológica da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, gerida pela Organização Social Abaçaí Cultura e Arte, realizará o webnário de encerramento com o tema “40 Anos do Ano Internacional da Pessoa com Deficiência – AIPD”.


O evento online acontecerá no dia 17 de dezembro, às 16h30, com transmissão via Portal e YouTube do Museu da Inclusão.


Participam:

– Gildas Brégain, historiador da deficiência e pesquisador do Centre national de la recherche scientifique (França), desenvolve pesquisas sobre a história transnacional da deficiência no século XX, autor do livro Para una historia de la discapacidad en el siglo XX. Argentina, Brazil y España, a ser publicado.

– Izabel Maior, mestre em Medicina Física e Reabilitação pela UFRJ, especialista em Bioética pela Universidade de Brasília. Professora da Faculdade de Medicina da UFRJ. Ex-Secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Participou do Comitê ad hoc de elaboração da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da ONU. Integrante da Academia Brasileira de Medicina de Reabilitação e do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Rio de Janeiro.

Mediação de Tuca Munhoz, ativista pelos direitos humanos das pessoas com deficiência, consultor especializado em acessibilidade.

O projeto Diálogos e (Re)Conexões visa realizar mapeamento e aproximação de agentes e coletivos de diferentes gerações que compõem a luta por direitos da pessoa com deficiência.


Essa segunda edição tem como tema as comemorações dos 40 Anos do Ano Internacional das Pessoas Deficientes (AIPD). Os encontros têm como objetivo revisitar os temas do AIPD de 1981, atualizando-os no contexto de 2021, com a participação de convidados.

Iniciamos, em 2020, uma série de encontros on-line que têm como objetivo a conexão das diversas gerações e coletivos, que compõem os movimentos sociais e políticos de pessoas com deficiência. A intenção é estabelecermos mais um espaço de debate e escuta sobre as pautas, a memória dos movimentos em São Paulo e suas ressonâncias.

Em decorrência da pandemia os encontros continuam sendo realizados na modalidade on-line.

#TodoMundoJunto

Sobre fundo preto com constelações em azul, o texto: Diálogos e Re(conexões): 40 Anos do Ano Internacional da Pessoa com Deficiência – AIPD, dia 17 de dezembro, às 16h30. Abaixo, fotos e bios do mediador, Tuca Munhoz, ativista pelos Direitos Humanos das Pessoas com Deficiência. Consultor especializado em acessibilidade; e dos participantes: Gildas Brégain, historiador da deficiência e pesquisador do Centre national de la recherche scientifique (França), desenvolve pesquisas sobre a história transnacional da deficiência no século XX, autor do livro Para una historia de la discapacidad en el siglo XX. Argentina, Brazil y España, a ser publicado e Izabel Maior, mestre em Medicina Física e Reabilitação pela UFRJ, especialista em Bioética pela Universidade de Brasília. Professora da Faculdade de Medicina da UFRJ. Ex-Secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Participou do Comitê ad hoc de elaboração da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da ONU. Integrante da Academia Brasileira de Medicina de Reabilitação e do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Rio de Janeiro. No canto superior esquerdo, o logotipo da editoria Inclusão Diálogos. No rodapé, os logotipos da Abaçaí Cultura e Arte, Museu da Inclusão e Secretaria do Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

voltar para o topo